quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Vota !



Enquanto vivíamos a expectativa da liberação da internet para as Eleições de 2010 - numa remendada reforma eleitoral, finalmente sancionada por Lula -, do outro lado do Atlântco, os portugueses, que já possuem legislação específica para o assunto, promoviam suas Eleições Legislativas usando peças de não mídia como essa: cartaz feito para conquistar jovens eleitores para o Partido Social Democrata.


Braskem lança primeiro comercial institucional!!

A Braskem lança seu primeiro comercial institucional, como ela mesmo se define! Através da W/Brasil. O video começou a circular essa semana pelo país. Bem interessante e com uma otima narrativa, isso mostra que um dos simbolos da economia baiana pensa em um excelente enquadramento e garante mais projeções nas suas comunicações integradas.

Video disponivel no site da Braskem!

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Novos meios, velhas idéias.

Na publicidade uma coisa é obrigatória: criatividade.
Não, essa afirmação não é nada original - muito pelo contrário: é batida e rebatida. Porém quando tratamos de publicidade digital, muitas vezes isso é completamente esquecido em detrimento do hype da tecnologia em si.

Se você quer dizer que o produto X é moderno, basta fazer uma ação de mobile marketing para ele. Que ação? A mais papai-mamãe o possível: distribuição de conteúdo multimidia (via bluetooth, de preferência"). Que conteúdo? Um ringtone, um folder digitalizado ou uma fotografia.

Realidade Aumentada, Location Based Services, esses e todos os outros recursos que são oferecidos pela tecnologia hoje são muito legais, mas são apenas meios. Inconscientemente, hoje tendemos a confundir o meio com a mensagem (fazendo uma pequena, e talvez descabida, alusão a McLuhan). Muitas ações no campo da publicidade digital hoje destacam os recursos tecnológicos, mas carecem de idéias.

A tendência hoje, como bem sabemos, é integrar o físico (ou real, ou até tradicional, se preferirem) e o digital. E falar disso hoje é falar de Realidade Aumentada. Por que? Porque é o hype. Mas existem outras formas de fazer isso. Uma delas foi a solução encontrada em um anúncio impresso para o lançamento do Axe Day e Axe Night, no Uruguai.

O anúncio aparecia incompleto, com partes "importantes" substituídas por quadrados brancos. No texto, pedia-se para que o leitor enviasse um SMS para o ShortCode da AXE (após as 21h, é válido ressaltar). Após fazê-lo, ele recebe um MMS com as partes faltantes do anúncio:


A Lowe Ginkgo fez uma das melhores ações de mobile marketing que eu já vi com uma das primeiras ferramentas de mobile marketing (e a mais elementar): o SMS.

Claro que isso também poderia ser feito com realidade aumentada, mas exigiria uma série de complicações e o público-alvo atingido seria bem menor. Mas o pessoal da Lowe Ginkgo sabe disso, e a escolha foi completamente consciente, porque eles não pensaram nos meios e sim na mensagem (e na forma mais eficaz de transmiti-la).

Fonte: Axe usa SMS para completar anúncio impresso.

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Bradesco e a Realidade Aumentada

bradesco-iphone-realidade1

Há poucos dias foi publicado no Youtube um vídeo - realizado pela Insula Comunicação - que mostra um aplicativo de Realidade Aumentada do bradesco para iPhones. Misturando elementos virtuais em ambientes físicos, o aplicativo foi batizado com o nome Presença. O funcionamento do aplicativo é bem simples: o usuário baixa o programa para o iPhone, aponta a câmera do celular para uma determinada área e aparecem na tela a localização das agências do banco Bradesco que existem na região. O aplicativo informa a distância que usuário está do estabelecimento, atualizando os dados conforme mudança de posicionamento. Além disso, o aplicativo pode funcionar como uma bússula (GPS) indicando através de setas os caminhos que o usuário pode seguir para chegar até as agências e caixas eletrônicos do banco.

Veja o vídeo:


Via blog - marcel ayres

Aplicativos sociais e branded entertainment

Coleguinhas e leitores em geral, seguem abaixo duas apresentações. A primeira é aquela sobre aplicativos sociais que mostrei hoje em sala (relevem o jabá: afinal, tenho que botar feijão em casa). A segunda é uma mais antiga feita para o Observatório de Publicidade em Tecnologias Digiais. Parte dos dados estão desatualizados, mas quem quiser ver mais exemplos de branded entertainment pode conferir o case da Locaweb e o da Vogue:


terça-feira, 22 de setembro de 2009

Havaianas, vovó e sexo !

Segundo a professora Tereza,nossa sala gosta muito de anúncios, comerciais, spots - e todos os outros modos de fazer publicidade - com alto teor pornográfico. Na semana passada, inclusive, fizemos uma rápida enquete sobre quem tinha gostado do novo comercial das sandálias Havaianas. Algumas meninas queixaram-se do fato de Cauã Raymond aparecer rapidamente, como se compusesse o cenário. Deixando esse detalhe de lado, a aprovação do comercial foi quase geral.

No entanto, nesse final de semana começou a ser divulgada outra peça desta mesma campanha: a vovó, agora, justifica o fato de o comercial ter sido retirado da TV - algumas pessoas se sentiram incomodadas - e de estar circulando, somente, pela Internet - para aquelas pessoas que adoraram o comercial.

No site brainstorm9, Carlos Merigo defende a idéia de que ambos os comerciais já tinham sido gravados pela agência publicitária e que o filme não foi retirado do ar por uma decisão do CONAR.

Segundo Merigo, tudo não passa de uma estratégia de posicionamento das Havaianas: moderna e democrática.

E ai? Qual a opinião de vocês?

Sendo ou não verdade, a Havaianas acertou na dose de "polêmica" dada ao comercial.

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Um pouco sobre Mobile Marketing

Temos hoje a iminente necessidade de pensar um pouco sobre novos ambientes de comunicação e novos formatos de interação, possibilitados à publicidade pelas novas tecnologias. Destaco aqui alguns casos interessantes de Mobile Marketing como exemplo desta preocupação:

View more documents from Ian Castro.
Esta é uma pequena apresentação, realizada última sexta-feira, que pauta algumas das práticas mais recorrentes e tendências do Mobile Marketing, explorando as possibilidades das tecnologias móveis, principalmente da interatividade e da personalização, para chegar efetivamente ao consumidor.

É um dos meios...

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Propaganda de Creme Dental

Um dos primeiros comerciais do Creme Dental Kolynos remete a ideia da evolução do tipo de posicionamento da marca por atributos, tema abordado por Marcélia Luppeti no capítulo 4 do seu livro "Gestão estratégica da comunicação mercadológica". As atuais marcas de creme dentais partem para um caminho mais extenso com relação ao seu posicionamento, e além de abordar o hálito refrescante e a limpeza bucal, coloca em questão a prevenção contra cáries e os dentes mais brancos.

Neste comercial, onde a atriz Regina Duarte atua, percebe-se que é visível o teor ainda primário da marca Kolynos.

http://www.youtube.com/watch?v=ujJa0jaox7Y&feature=related

Propagandas que nunca foram ao ar

Esta propaganda da Suvinil foi feita apenas para "cair" na Internet e ser espalhada rapidamente, sem intenção nenhuma de ir para TV ( nem da pra perceber , né? ¬¬ )


http://www.youtube.com/watch?v=JJq0WjyQbQQ

E tem mais propagandas desse tipo na rede, é só dar uma olhadinha no YouTube mesmo.


Alguém aí com saudades do Clô?

terça-feira, 15 de setembro de 2009





Com o "boom" dos sites de relacionamentos as empresas estão criando a cada dia novas estratégias para se utilizar desses sites para promoção.

A Saraiva está com uma promoção estratégica bem interessante no ar. Exclusivamente via Twitter, eles estão promovendo uma caça ao tesouro pelo site da loja.

Mecânica super simples: - Prêmios (legais) são “escondidos” em páginas de outros produtos pelo site. - Dicas são tuitadas pelo @saraivaonline. - A primeira pessoa que tuitar o código do produto encontrado através das pistas, ganha o prêmio do dia.

Tem uma página explicando tudo: livrariasaraiva.com.br/11-ANOS e o twitter também: twitter.com/saraivaonline

Seegundo o criador, Eme Viegas que trabalha na iThink, em apenas 3 dias já tiveram um aumento de 4000 seguidores no twitter, sem robô.

Campanha contra Aids usa Hitler como garoto propaganda...ou de programa.

Foi a nova campanha alemã de prevenção da Aids veiculada na TV, lançada sob o lema "A Aids é um assassino em massa. Proteja-se". As imagens são ousadas, mas não fogem ao padrão de erotismo de outras campanhas semelhantes. A surpresa surge quando, após os 47 segundos de vídeo, se percebe que o homem envolvido nesta cena é Adolf Hitler. A alusão a "assassino em massa" ganhou novos contornos e instalou a polêmica.

O conceito desenvolvido pela agência alemã Das Comitee - que contempla também cartazes com Hitler, Estalin e Saddam Hussein - atingiu o primeiro objectivo, cumpriu o papel publicitário criando um recall em torno do assunto: despertar a atenção dos alemães para o facto de a Aids já ter matado cerca de 30 milhões de pessoas em todo o mundo. O publicitário criador, Dirl Silz, justifica que o vírus da Aids não poderia ter uma cara boa, e que o rosto escolhido provocou o mesmo horror que o vírus da Aids vem causando no mundo.

A agência planejou estrategicamente a ação e tudo saiu conforme previsto. Queriam fazer o oba-oba, gerar polêmica, sacudir, chamar atenção de todos antes da Jornada Mundial contra a Aids, agendada pra o dia 1º de dezembro. Conseguiram.


video

Os pedidos de suspensão da campanha não tardaram. E reabriram também a discussão sobre as fronteiras que a publicidade não deve atravessar. O senso comum diz que os limites da publicidade são o bom senso e a lei. Mas Jorge Teixeira, diretor criativo da agência Excentric, vai mais longe: "Geralmente o limite da publicidade é o bom senso de quem passa o cheque."


As agências arriscam sempre um pouco mais quando não há uma relação cliente/agência tradicional: é uma causa mais abstrata e que não arrisca ferir o patrimônio do investidor. Além disso, estas polêmicas permitem promover as agências e ganhar prêmios. Isso é mais difícil de conseguir no trabalho normal do publicitário.

domingo, 13 de setembro de 2009

Boa ideia, bons resultados.

Em maio de 2009, foi veiculada uma campanha publicitária (http://www.youtube.com/watch?v=GWtiTkgjs-w) da Associação Portuguesa dos Profissionais de Marketing - APPM. Não há dados sobre a campanha, mas vale a intenção de mostrar a criatividade do pessoal e a dica que boas ideias dão resultado.



Avana Cavalcante.

Usos criativos de materiais inusitados em publicidade impressa de revista

Boa parte dos anúncios mais criativos em publicidade impressa são aqueles que utilizam a própria fisicalidade do suporte para surpreender. No caso de revistas, comumente são encontrados exemplos fascinantes do uso de papéis especiais, tridimensionais, texturas, adesivos, cortes, cheiro e até sabor! Recomendo, para se inspirar e aprender, recorrer ao blog do Frederik Samuel. Vejam alguns exemplos retirados abaixo:





E, um dos mais curiosos (e polêmicos), anúncios de revista desse tipo:

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Axe Music Star - Realidade Aumentada

Com o desenvolvimento cada vez mais aceleredo de tecnologias interativas, dentre elas a realidade aumentada (RA), é possível observar como o campo publicitário está utilizando em larga escala as mídias digitais como ferramentas estratégicas de posicionamento e branding on e offline. Levando em conta a grande possibilidade de aplicações proporcionadas pelos sistemas de RA, a Unilever lançou na Argentina uma campanha inovadora para a nova fragrância do desodorante Axe - o Axe Music Star. O diferencial da campanha, voltada para o público jovem, está na união de dois fatores: interatividade e entretenimento associado ao produto.

Para participar do game, basta acessar o site oficial - www.axemusicstar.com -, selecionar um país, ativar a webcam e apontar a embalagem do Axe Music Star. Atrás de cada embalagem existem marcadores que são identificados pela câmera e, consequentemente, geram um joystick virtual no qual os usuários podem utilizar para controlar os instrumentos musicais do jogo. A criação desse sistema de RA, que se integra a um comercial televisivo (veja abaixo), foi da Ponce Buenos Aires.


Axe Music Star - RA


Video Publicitário do Axe Music Star



Fonte: Adivertido

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

"Para saber se uma madeireira tem futuro, veja que floresta fica perto dela. A nossa é a Amazônia."



Para saber se uma madeireira tem futuro, veja que floresta fica perto dela. A nossa é a Amazônia. Dizia esse anúncio para captação de incentivos fiscais publicado em 1972 que prosseguia com a seguinte argumentação:

“A Cia. Madeireira São Miguel não tem motivo para se queixar da vida. A maior reserva florestal do mundo fica ali, no fundo do quintal. A fábrica está perfeitamente aparelhada. As máquinas funcionam 16 horas por dia. E o próximo cargueiro, com carga total de serrados de madeira, está para sair do nosso próprio porto”.

Antes do caro leitor ficar chocado ou julgar esse anúncio o cúmulo do cinismo... [ler mais no Promo Planners]

Claro Teste e Claro Escolha.

Uma campanha que, a meu ver, não pode deixar de ser citada aqui, é a campanha atual da empresa de telefonia móvel Claro com os filmes "Claro Web" e "Dúvida". Os filmes, ambos executados pela AlmapBBDO, têm alcançado um grande reconhecimento público por sua alegria, criatividade e - digamos - "efeito grude".

Utilizando-se de estratégias de comunicação massiva - a constante exibição nas TVs aberta e fechada, em horários nobres (e não-nobres!), a utilização de antigos hits da música internacional, além de um humor contagiante, tudo isso com uma invejável simplicidade de idéia e entendimento - conseguiu-se fazer uma campanha bem-sucedida, além de popular e sem deixar de lado a qualidade e a criatividade.

A primeira campanha a ser lançada foi a "Claro Teste" que anunciava as vantagens da portabilidade e confiança na marca, cujos produtos o usuário poderia testar antes de vincular-se à operadora. O comercial para TV ganhou o nome de "Dúvidas" embalado pela trilha sonora (genial, diga-se de passagem) de "Should I Stay or Should I go" do Clash - que apesar de ser uma banda punk, a música específica é extremamente pop. O filme não é tão simples no quesito produção, mas a simplicidade está na idéia de simplesmente mostrar situações de hesitação em que tudo se resolveria se pudéssemos "dar uma experimentada" antes, e no fato de a música traduzir tudo com apenas o refrão. A estética além de linda é condizente com tudo o que a Claro tem feito, com tons bem claros (claro!) estourados mesmo, bem diurnos, geralmente com fundo azul e ressaltando o vermelho, claro. ;) Inclusive, os atores são quase todos ruivos. (!) Meio forçado, mas eu acho válido pela estética. (tipo, ruivos, ferrugem, sol, claro... :P)



A segunda, é a campanha "Claro Escolhas" baseada na novidade de (hiper)flexibilidade da operadora, tentando conquistar clientes que não se adequam a planos fixos de telefonia móvel, visando a otimização dos benefícios, com o argumento de que na Claro o cliente pode escolher as mais variadas combinações de plano e para tanto utilizando a imagens de muitas personagens de esterótipos bem distintos entoando o refrão "That´s the way (ahum ahum!) I like it! (ahum ahum!)" :D e cada um mostrando a forma como ele gosta. A esse comercial foi dado o nome de "Claro Web", acredito que devido ao layout fragmentado em quadrinhos como se cada pessoa estivesse da sua casa falando para uma webcam, numa feliz associação à preservação da individualidade de cada. E os quadrinhos multiplicam-se dando a idéia de inúmeras possibilidades. O estabelecimento do diálogo entre o locutor e os que seriam os clientes da Claro (intercala-se perguntas e respostas), foi essencial para se ter um sentimento de proximidade com a empresa, como se o usuário tivesse intimidade e por isso, fizesse o que bem entendesse do seu plano. Além de o texto ser muito bem escrito - no sentido da intenção - e a narração ter a entonação ideal de descontração.
O filme também foi realizado pela AlmapBBDO com trilha da empolgante balada funk "That's the Way I Like it" de KC & The Sunshine Band.



Na minha opinião, o segundo filme é ainda melhor que o primeiro devido à criatividade, à simplicidade em todos os sentidos e ao fato de que claramente o comercial é um hit tal qual a música o foi, porque gruda mesmo. A felicidade pela liberdade de escolha é estampada nas pessoas, nas cores, na música e até no locutor! E é contagiante, o público realmente sente vontade de cantar. Um comercial simples, bonito, barato, criativo, bem-sucedido e ainda popular. Pra quê melhor?

As trilhas sonoras caíram como uma luva em ambos os vídeos porque além de traduzirem em uma única frase a idéia do filme, são hits populares, que alcançam diferentes gerações e que mesmo sendo em inglês, utilizam-se de uma única "frase-refrão" muito clara e várias vezes repetida, o que permite que se entenda ao menos a idéia, mesmo aqueles que pouco entendem a língua. Claro que há pessoas que não têm um mínimo entendimento de inglês e talvez para elas o comercial não funcione tão bem, mas eu imagino que elas não façam parte da maioria constituinte do público-alvo da propaganda.

Ambos os filmes têm Direção de Criação de Marcello Serpa, Dulcídio Caldeira e Luiz Sanches. O primeiro produzido pela O2 Filmes e o segundo pela Delicatessen Filmes.
Ficha técnica completa no site da AlmapBBDO: www.almapbbdo.com.br

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

TIM e Blue Man Group

A campanha de posicionamento institucional da TIM Terra Azul é protagonizada pelo grupo norte-americano Blue Man Group. Criada pela NEOGAMA/BBH, o filme está no ar desde maio em todo o território nacional. Durante este mês, a TIM traz ao Brasil a turnê do Blue Man Group – 02 a 13 de setembro em São Paulo; 16 a 20 de setembro no Rio de Janeiro.

Como não poderia deixar de ser, o patrocínio da turnê brasileira ainda faz parte da estratégia de publicidade da TIM. O diretor de marketing daTIM, Rogerio Takayanagi declarou que o “objetivo é introduzir um novo formato de comunicação com alto nível de identificação com a marca e o Blue Man Group nos ajuda muito nisso. Além de serem irreverentes e impactantes, são extremamente diferentes. Não dá para não notar um homem azul em uma peça publicitária. Por isso, decidimos patrocinar a turnê”, completa.

A escolha do grupo para estrelar nessa campanha publicitária teve, portanto, como ponto central os conceitos afins entre eles e a marca. Ambos propõem inovação, comunicação, mente aberta, versatilidade e modernidade. Além disso o número dos integrantes do grupo coincidem com o número de letras da marca da operadora.

No comercial “A Terra é Azul” há uma brincadeira subliminar com as cores das outras operadoras (Claro, Oi e Vivo). Confiram:

http://www.youtube.com/watch?v=noCa___zGpg

Fontes: Site Paranashop, Site oficial da TIM e YouTube.

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Comercial da Amanco

Galera, a maioria de vocês já viu esse comercial da Amanco, mas essa semana descobri um detalhe interessante nele.
Quando ele foi produzido a Argentina tinha 21 titulos da Libertadores, mas a ultima edição da Libertadores quem ganhou foi o Estuadiantes, ou seja, mais um titulo argentino.
Descobri isso por um acaso, quando os argentinos falam dos titulos, na tela o numero muda, de 21 pra 22.
Como não consegui postar o video, segue o link, vejam:

http://www.youtube.com/watch?v=Ph090XkibPc&feature=related

Um Abraço a todos